Fóruns | Regras de Conduta | Ajuda - FAQ | Se cadastrar | Se conectar


|-  

||-  

|||-  Doenças no pênis - Deformações penianas

 

Inserir nova resposta

 Palavra :  Usuário:  
Esvazie a lista de mensagens  
 Página :
1
Autor
 Sujet :

Doenças no pênis - Deformações penianas

Avisar os moderadores em caso de abuso 
n°21266
vagner78
vagner78
Escrito em 20/11/2014 às 11:16:01  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Olá todo mundo! Eu estava procurando coisas sobre o sistema reprodutivo e tals para um trabalho de escola e acabei caindo por acaso numa página sobre as doenças que podem dar no pênis. Fiquei de cara. Não sabia que existia tanta coisa horrível. Tô até com medo de ter pesdelos a noite. Vou compartilhar com vocês e se alguém souber de uma outra doença que não está aqui e quiser colocar... assim ficamos informados. Obrigado! :) :) :) :) :)


PÊNIS : DOENÇAS MAIS FREQUENTES



1268492284
O pênis pode ser afetado por todo tipo de doenças: inflamatórias, infecciosas, traumáticas, tumorais, congênitas e hereditárias; gerando alterações estruturais ou funcionais, as quais podem ocasionar dificuldades em suas funções normais de urinar e manter relações sexuais. Por outro lado, muitas doenças que comprometem o pênistêm também importantes e, às vezes, graves repercussões gerais. Aqui, nos deteremos apenas às mais comuns e aos aspectos que afetam diretamente o pênis. Quem desejar maiores informações sobre o comprometimento geral das enfermidades deve dirigir-se aos sites específicos.
Quais são as principais doenças do pênis?
  • Fimose: diz que há fimose quando o prepúcio (uma dobra de pele e membranamucosa retrátil que cobre a extremidade do pênis) não pode ser completamente retraído para expor totalmente a glande (”cabeça” do pênis). O prepúcio normal geralmente recobre a glande quando o pênis está flácido e se retrai quando ele está ereto, deixando a glande à mostra. A dificuldade em expor a glande ocorre quando o prepúcio possui uma abertura muito pequena para a passagem da glande. No bebê, existe naturalmente uma aderência do prepúcio à glande (fimose fisiológica), a qual desaparece na grande maioria dos meninos até os três anos de idade. Incidentalmente, chama-se parafimose à situação em que a glande é exposta apesar da dificuldade, mas não consegue novamente ser recolhida, causando um estrangulamento dela, impedindo o fluxo venoso e linfático ou a higiene adequada. Devemos lembrar que a circuncisão (remoção cirúrgica da prega de pele que envolve a glande), prática usada para corrigir a fimose, tem implicações culturais e religiosas importantes e existe há mais de cinco mil anos, tendo um aspecto ritual entre egípcios, gregos e hebreus. Aaixo , ilustrações de pênis com fimose .
[*]
Fimose4

fi_2
  • Balanopostite: na balanopostite uma micose ( geralmente a candidíase ) ou uma bactéria que estejam vivendo debaixo do prepúcio causa uma inflamação na cabeça do pênis e no prepúcio. Esta inflamação geralmente ocorre em um pênis não circuncidado e provoca dor, vermelhidão e edema e pode levar a uma constricção da uretra e dificuldade para urinar. A balanopostite, quando duradoura, predispõe a outras doenças, inclusive ao câncer. Veja abaixo :

118khmb
670_0_2315364_57360
images
  • Disfunção erétil: a disfunção erétil, popularmente chamada impotência sexual, é uma disfunção em que o homem não consegue sustentar uma ereção do pênis que lhe permita manter uma relação sexual normal. A disfunção erétil pode ter várias causas, orgânicas ou psicológicas e é acentuada pelo fumo, álcool, colesterol elevado, certos medicamentos, hipertensão arterial e diabetes mellitus. O tratamento da disfunção erétil depende da sua causa, mas vai desde a psicoterapia até a prótese peniana, passando pelos populares medicamentos estimulantes ( Viagra de derivados )

  • Tumores no pênis: o câncer do pênis não é comum, mas existe. Embora raro, ele é mais comum nos homens não circuncidados. A parte do pênis mais frequentemente afetada é a base da sua cabeça. O sinal inicial costuma ser uma ferida avermelhada e indolor. Habitualmente, é um carcinoma de células escamosas. Quando detectado no início, pode ser extirpado preservando-se ao máximo o tecido peniano , caso contrário será necessária a amputação do membro . O agente causador mais comum destes tumores é o vírus H.P.V. ( papiloma vírus humano ) , facilmente encontrado em homens promíscuos , não circuncidadso , com higiene precária e que não usam preservativo . Abaixo alguns casos :

câncer
img00221
sjd
  • Doença de Peyronie: é um distúrbio caracterizado pelo surgimento de placas fibrosas no tecido conjuntivo do pênis, causando nele, quando em ereção, uma curvatura anormal. Ocorre uma perda da capacidade de se distender um lado do pênis, encurtando-o naquele lado e provocando o desvio. A princípio a doença pode causar dor, a qual se alivia à medida que a condição se torna crônica. Nos estágios mais avançados da doença pode haver disfunção erétil. Diversos homens com esse problema exibem também doenças do tecido conjuntivo em outras partes do corpo, mormente nas mãos e pés. O único tratamento existente é a cirurgia.

images
Foto-Doença-de-Peyronie
hqdefault
imgres
  • Doenças sexualmente transmissíveis: embora muitas das principais repercussões das doenças sexualmente transmissíveis sejam sistêmicas, algumas delas deixam lesões localizadas no pênis. Ainfecção pela clamídia, conhecida como Chlamydia trachomatis, causa uretrite (inflamação da uretra), sensação de ardor ao urinar, coceira no pênis e dor nos testículos. A gonorréia, causada pela bactéria Neisseria gonorrhoeae, se caracteriza por um corrimento uretral amarelado, queimação e ardor ao urinar. O herpes genital acomete a pele e as mucosas do pênis. No começo, a pele mostrará um aumento de sensibilidade, formigamento, queimação e dor. A seguir, a área torna-se avermelhada e aparecem vesículas que contêm um líquido branco-amarelado. A ruptura dessasvesículas gera úlceras, sobre as quais posteriormente se formam crostas. O herpes propaga-se por meio de contato físico e sexual. As verrugas genitais (ou condilomas acuminados) são causadas pelo vírus do papiloma humano (HPV). Elas são muito contagiosas e a melhor maneira de se proteger contra elas é usar camisinha durante as relações sexuais. Podem ser tratadas com podofilina, aplicada localmente, com crioterapia (eliminação das verrugas por congelamento) ou excisão cirúrgica. A sífilis, no passado, chegou a ser um flagelo quase comparável ao que hoje é a AIDS. Ela é causada pela bactéria Treponema pallidum que, além de lesões locais no pênis, pode afetar órgãos vitais como o coração, vasos sanguíneos, cérebro ou medula espinhal, em alguns casos dando manifestações graves, anos depois da infecção inicial. As manifestações penianas da sífilis são aparentemente simples e constam de feridas vermelhas que se curam sem tratamento, dentro de uma semana. No entanto, a doença continua seu curso, às vezes grave.


imagesHerpes genital
imgres
Gonorréia
images
Clamídia
url
Sífilis
20e4f7841bccfd6a39330c857df9560d
HPV ( Papiloma vírus humano – forma de condilomas acuminados )
  • Anomalias congênitas, genéticas ou hereditárias: em alguns casos pode ocorrer uma ambiguidade genital externa e os órgãos sexuais podem ter características anatômicas dos dois sexos, de tal forma que não permitem definir com segurança sua natureza masculina ou feminina. A Síndrome de Klinefelter é um transtorno cromossômico que afeta apenas os meninos e que ocasiona várias repercussões sistêmicas importantes, mas no que se refere ao pênis o torna marcadamente pequeno (micropênis). A hipospádia é uma malformação congênita caracterizada pela abertura anormal do orifício por onde sai a urina, na parte de baixo do pênis. Chama-se epispádia quando essa abertura se dá no dorso do pênis. Durante o desenvolvimento embriológico ocorre uma fusão incompleta das pregas uretrais, dando origem a uma abertura anormal da uretra. Outra anomalia é a estenose congênita do meato uretral, que também pode ocorrer, às vezes gerando retenção e patologias urinárias consequentes. Existe também uma curiosa síndrome de duplicação do pênis, em que o indivíduo pode nascer com dois pênis.

ijdvl_2012_78_2_228_93656_f4
Micropênis ( Síndrome de Klinefelter )
ure_hipos
Hipospádia
tani_tedavi_resim5b
URPED-GenAmbig2
3537289_JCRPE-4-213-g1
Genitália ambígua
OLYMPUS



Message édité par Moderador Doutíssima le 20/11/2014 às 11:17:36
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
(Publicidade)
n°21267
Sabonetecr​emoso
sabonetecremoso
Escrito em 20/11/2014 às 11:23:32  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Cara, monte de doença que nem sabia que existiam.... ouch:{} . Tenho que levantar as mãos pro céu por ter um pênis normal (estou bem satisfeito e as meninas nunca reclamaram) rsrs
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21268
jovemarqui​teto
jovemarquiteto
Escrito em 20/11/2014 às 11:32:43  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Tem também a fimose... acho que você falou, mas tem um artigo de um médico que cassifica os tês diferentes tipos....pode ser interessante para colocar no seu trabalho. Abraço




Classificação da fimose



img_artigo_fimose_01

A - Fimose fisiológica (tem fimose desde o nascimento) ou verdadeira (passa a não conseguir expor a glande devido a postites que se repetem várias vezes).
B - Só aparece o canal da urina.
C - Metade da cabeça do pênis aparece.
D - A pele grudada na cabeça do pênis não permite uma boa higiene.
Sintomas

A principal manifestação é a inflamação, que provoca vermelhidão, aumento da temperatura local e dor, às vezes acompanhada de inchaço. Podem aparecer ulcerações, feridas no local. Nos casos associados a infecção, podem estar presentes pústulas (bolhas com pus) e os pacientes também referem coceira e presença de secreção mal-cheirosa.
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21269
joanajj
joanajj
Escrito em 20/11/2014 às 11:37:21  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Gente, que assunto mnais ligth!!!????!!! Mesmo assim vou também a minha contribuição. Espero ter ajudado!


Hipospádia



O que é hipospádia ?
É uma malformação congênita, caracterizada pela abertura anormal do orifício por onde sai a urina (meato uretral), em diferentes locais na parte de baixo do pênis ( face ventral do pênis) , ou mais raramente na bolsa escrotal.
Na maioria dos casos é acompanhada por uma alteração da pele (prepúcio) que recobre a glande (cabeça do pênis), sendo que o prepúcio passa a ter o formato de um capuz.
Em alguns casos, ao ficar ereto o pênis apresenta curvatura para baixo, em direção à bolsa escrotal.

Com que frequência ocorre ?
A incidência varia de 1:300 a 500 nascimentos no sexo masculino ( afecção círúrgica bastante comum em nossa prática diária ) .
Dentre os meninos que nascem com hipospádia 75% deles terão as formas distais, cujo tratamento cirúrgico é menos complicado, com maior probabilidade de sucesso na primeira cirurgia.
Em 12 a 20% dos pacientes temos antecedentes familiares de hipospádia.
Aproximadamente 10% dos meninos com hipospádia também terão testículos fora da bolsa escrotal (criptorquidia), necessitando investigação diagnóstica e tratamento cirúrgico. Também é freqüente a ocorrência de hérnias inguinais.

Qual é a causa da hipospádia ?
Esta malformação ocorre por múltiplos fatores, podendo ser genético e/ou hormonal (Exemplo: deficiência da enzima “5-alfa-redutase”, ou deficiência de receptores hormonais a nível celular do pênis). Admite-se uma etiologia multifatorial ( fatores genéticos, hormonais e ambientais ) dando origem a hipospádia.

Entendendo o que aconteceu de errado
Em resumo, durante o desenvolvimento embriológico, houve uma fusão incompleta das pregas uretrais ( falha na formação do tecido que dá origem ao meato uretral – orifício por onde sai a urina ) , ocorrendo abertura anormal da uretra ao longo da face ventral do pênis ( ou seja, o orifício por onde sai a urina pode se localizar em vários locais na parte de baixo do pênis e até mesmo na bolsa escrotal, nos casos mais graves ).

Se nós tivermos outro filho, qual é a chance de ele também nascer com hipospádia ?
A possibilidade de outro irmão vir a ter hipospádia pode ser de até 30 vezes maior do que na população em geral.

Classificação do defeito :
A classificação anatômica é feita de acordo com a posição do meato em relação à glande. Basicamente existem três categorias abrangentes :

Distais ( 70 % ) :
- glandar : meato localiza-se proximal ao vértice da glande
- coronal : meato abre-se ao nível do sulco balano-prepucial

Médio penianas ( 20 % ) :
- subcoronal
- médio peniano
- peno-escrotal

Proximais ( 10 % ) :
- interescrotal
- perineal

As figuras abaixo facilitam o entendimento da classificação das hipospádias .
classificacao
hipospadia
hipospadia
A hipospádia é apenas um problema estético ?
NÃO ! A HIPOSPÁDIA NÃO É APENAS UM PROBLEMA ESTÉTICO !
A deformidade peniana e a necessidade de urinar sentada podem gerar graves distúrbios psicológicos durante o processo de socialização dessa criança , além de causar desconforto e constrangimento para pacientes e seus familiares.

Qual o tratamento considerado ideal para hipospádia ?
O tratamento começa logo após o nascimento, evitando a circuncisão, pois o prepúcio (pele que recobre o pênis) é essencial para a reconstrução do pênis. Em alguns casos selecionados há necessidade de tratamento hormonal pré-operatório.
A tendência atual é operar preferencialmente entre os 6 meses e 1 ano de idade, diminuindo o risco de trauma emocional.
Esta correção cirúrgica é tecnicamente difícil e exige destreza e experiência por parte do cirurgião. Existem mais de 300 técnicas cirúrgicas descritas para correção das diversas variantes de hipospádia. A escolha da técnica mais adequada dependerá do tipo de hipospádia e da experiência do cirurgião, sempre visando os seguintes objetivos :
- Micção normal em posição ortostática com jato urinário reto e uniforme ( permitir que o paciente consiga urinar de pé )
- Função sexual normal com ereção em linha reta e adequada, permitindo a capacidade reprodutora ( permitir que o paciente tenha, no futuro, uma vida sexual normal, tendo a capacidade de reproduzir-se )
- Melhora estética da aparência do pênis
Para prevenir o desenvolvimento de distúrbios psicológicos , a hipospádia deve estar corrigida antes da idade escolar .

E depois da cirurgia, o que acontece ?
Nos casos de hipospádia mais simples ( aquelas chamadas ¨distais¨ ) , as crianças terão alta no mesmo dia ou no dia seguinte da operação, não havendo a necessidade de sonda vesical .
Aquelas hipospádias mais complexas ( chamadas ¨médio-penianas¨ e ¨proximais¨ ) necessitam de internação hospitalar mais prolongada e uso de sonda vesical por um período que varia de 7 a 10 dias ( em geral ) .

Quais são as complicações do tratamento cirúrgico ?
A incidência das complicações cirúrgicas dependem do tipo de hipospádia encontrada e da técnica operatória utilizada.
Para descrever a hipospádia, aquele famoso jargão é perfeito : ¨CADA CASO É UM CASO ¨ .
Os pacientes devem ser avaliados individualmente .A técnica que funcionou perfeitamente para um paciente, pode não ter efeito para outro. Alguns pacientes têm seu problema resolvido com apenas 1 cirurgia, enquanto outros vão necessitar de inúmeros procedimentos cirúrgicos para correção completa do defeito .
Os principais problemas a serem enfrentados no pós-operatório são : sangramento, infecção, necrose de retalhos cutâneos, fístulas, estenose de uretra, entre outros .

https://cirurgiapediatricacuri​ [...] ipospadia/
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21270
junia56
junia56
Escrito em 20/11/2014 às 11:41:16  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 

Gente, eu sei que não é uma doença apenas do pênis, que é na verdade uma DST, mas que é feio demais, isso é...

HPV - Condiloma


blog_080900082312




O que é?
Quais são os sintomas?
Como se faz o diagnóstico?
Como se trata?



O que é?




Esta doença é conhecida também como condiloma ou crista de galo. É a DST ( doença sexualmente transmissível) mais freqüente na atualidade. É causado por um vírus e pode se manifestar como verrugas nas mãos, pés, genitais masculinos ( pênis e escroto), genitais femininos (vulva, vagina e colo uterino), uretra, região anal, boca, garganta, pescoço e braços.



É adquirida de três modos:


1. pelo contato com a pele


2. contato com objetos de uso pessoal como sabonete, roupas íntimas.


3. contaminação materno-fetal;


O perído de incubação varia de 3 semanas à 8 meses.


Quais são os sintomas?




Os homens podem apresentar verrugas sem qualquer outro sintoma e por isso que ficam anos sem tratamento. Já na mulher infectada com HPV a presença de corrimento é freqüente.


Como se faz os diagnósticos?




É feito pelo exame que verifica a presença da verruga. Quando a verruga não é visível é feita a peniscopia no homem, com coleta de material da região suspeita que deve ser encaminhado para histologia e para pesquisa de DNA viral.


Como se trata?




Para eliminar as verrugas existem métodos que destroem as lesões e as que estimulam a resposta do organismo


Formas de tratamento:


a) Destruição química: podofilotoxina, podofilina, ATA (ácido tricloroacético)


b) Destruição cirúrgica: laser, eletrocautério, crioterapia, eliminação pelo corte.


c) Cremes: imiquimod e injeção de interferon ( este é usado em casos refratários), 5-fluoracil


d) Drogas que melhoram a imunidade: levamisole, BCG, timomodulina



A chance de recidiva é de 30%, por isso opaciente deve usar camisinha por pelo menos 6 meses após o tratamento.

Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
(Publicidade)
n°21271
kevinkk
kevinkk
Escrito em 20/11/2014 às 11:43:35  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 

Doença de Peyronie


Doença de Peyronie (DP) é uma patologia comum entre os homens de 40 a 65 anos, e que provoca uma tortuosidade no pênis, dificultando e às vezes até mesmo inviabilizando a relação sexual. Embora a prevalência ser maior nos pacientes acima de 40 anos, cada vez mais se realiza o diagnóstico em pacientes mais jovens. É verificado que a Doença de Peyronie causa grande impacto na qualidade de vida, com grandes efeitos psicológicos. A DP corresponde à presença de placas fibrosas na túnica albugínea dos corpos cavernosos. Essas placas têm tamanhos e posicionamentos variados, desde mínimas e, portanto, de difícil percepção, até grandes e múltiplas que comprometem quase toda túnica albugínea.

doencadepeyronie_clip_image002Em alguns casos, o início é agudo, com dor durante a ereção ou com a percepção de placas palpáveis acompanhado de deformidade peniana. Para outros pacientes, o início é mais lento e a deformidade vai se acentuando aos poucos, conforme a fibrose do corpo cavernoso que pode evoluir para a calcificação. Há uma predominância da Doença de Peyronie em pacientes diabéticos.
A origem dessa calcificação não é definida ao certo, mas pode ser atribuída em parte a pequenos e repetidos traumas ocorridos durante a relação sexual, micro traumas durante as ereções noturnas ou trauma direto em indivíduos que apresentem alguma pré-disposição. Um sintoma comum é o aparecimento de um caroço que pode ser sentido embaixo da pele do pênis causando uma ereção bastante dolorosa e deixando às vezes a cabeça do pênis frouxa. Como esta patologia é progressiva, torna-se necessário efetuar-se um tratamento o mais rapidamente possível. Na fase aguda, caracteriza-se por dor, ereções dolorosas, curvatura peniana durante a ereção e placa palpável durante o exame físico.

François Gigot de la Peyronie
A Doença de Peyronie(DP) pode ser tratada em primeira opção com tratamentos clínicos. Em certos casos pode ser necessário, indicar-se a cirurgia quando a DP leva a uma curvatura do pênis que impede ou compromete a penetração vaginal e que a doença já esteja estável há 6 – 12 meses.
Somente se pensará em cirurgia quando os tratamentos clínicos não tiverem sucesso e o paciente continuar com dificuldade para ter relação e após haver estabilização da deformidade do pênis (curvatura, constrição ou indentação e afinamento) e da(s) placa(s) juntamente com o desaparecimento de dor quando o pênis fica ereto há pelo menos 6 meses.
peyronie2
A curvatura é sempre relacionada com a diferença de tamanho do pênis de um lado e do outro. Para corrigir essa diferença existem 2 alternativas : ou encurtar o lado mais longo ou alongar o lado mais curto o que exige o uso de enxertos. A técnica que encurta o lado mais curto chama-se plicatura ou procedimento do tipo Nesbit e deve ser utilizada em pacientes que tenham o pênis com tamanho peniano adequado. A diminuição do tamanho do pênis esperada depende da direção do grau de curvatura que o paciente apresente. Após a cirurgia o paciente deverá retornar à atividade sexual segundo orientações médicas de forma a não lesar novamente o pênis, ou seja, será uma volta gradual. Esse tipo de cirurgia não costuma causar disfunção erétil por ser a menos invasiva de todas.
A técnica para alongamento do lado curto deve ser utilizada em pacientes que têm preocupação quanto ao tamanho do pênis ou que a curvatura seja excessivamente acentuada. A parte onde foram feitas as incisões e removidas as placas têm que ser cobertas com tecidos. Esse tipo de cirurgia é mais reservado a pacientes que tenham grandes deformidades no pênis, porém que tenham boa qualidade de ereção apesar da deformidade uma vez que apresenta maiores riscos causar disfunção erétil do que a técnica da plicatura. Essa técnica de alongamento também resulta na abertura da túnica albugínea que cobre os cilindros responsáveis pela ereção portanto é uma técnica que somente deve ser feita por especialistas muito experientes.
peyronie-img
O implante de prótese peniana em indivíduos com Disfunção Erétil completa e DP oferece resultados cosméticos e funcionais semelhantes aos demais pacientes com disfunção erétil em que requer implante de prótese.
Segundo o Consenso da SBU de 2005, a terapia com ondas de choque não é recomendada pois “Como ainda não existem trabalhos demonstrando resultados positivos, a terapia de ondas de choque não deve ser indicada ou utilizada, até que surjam evidências positivas em relação ao seu resultado”.
Estudos mostram uma prevalência e significante associação entre a Disfunção Erétil e a Doença de Peyronie. Alguns homens com Peyronie perdem a capacidade de manter o sangue no pênis e com isso não conseguem uma boa ereção. O fato de o homem não ter uma ereção suficientemente rígida permite infelizmente que o pênis se dobre durante o ato sexual aumentando as chances de micro-traumas. Há sempre necessidade de se tratar juntamente com o Peyronie o problema de DE se houver, evitando essas lesões.
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21272
lanadel90
lanadel90
Escrito em 20/11/2014 às 11:47:46  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Balanite
A balanite é uma inflamação da glande (cabeça do pênis) associada ou uma infecção . Quando o prepúcio (pele que recobre a glande e que pode ser tracionada para expor a glande) também é acometido, usa-se o termo balanopostite. As balanites estão freqüentemente associadas a agentes infecciosos transmitidos durante a relação sexual com parceiro(A) infectado(A), mas também pode decorrer de fatores não-infecciosos (doenças de pele, traumas, alergias). O câncer de pênis também pode se manifestar na forma de balanite.


balanite
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21273
vagner78
vagner78
Escrito em 20/11/2014 às 11:49:28  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Nossa galara!!! é muita doença cabulosa que existe...
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
(Publicidade)
n°21274
vilmareas
vilmareas
Escrito em 20/11/2014 às 11:53:43  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 

Gente, olha isso, deve ter sido na China....é só coisa estranha que acontece por lá, coitadinho do bebê. ange:{}

Bebê com “pênis” nas costas procura ajuda médica


Beb%C3%AA-com-penis-nas-costas-procura-ajuda-m%C3%A9dica


Uma mãe percebeu que seu filho tinha alguma deformação pequena nas costas, o pequeno Nuo Nuo, na verdade, tem uma “espinha bífida” – doença congênita de desenvolvimento que deixa uma lacuna, semelhante a um pênis na coluna vertebral.
Com o tempo, a mulher observou que a “estrutura fálica” estava crescendo. Atualmente, o bebê tem cinco meses e um “rabo” de 12,5 cm. Preocupada com o futuro da criança e as implicações de tal deformação, a mulher procura por um método seguro de fazer a remoção do “rabo” da criança.Com isso, em Changsha (China) os médicos alertaram à chinesa que há o risco de Nuo Nuo sofrer sérios danos já que o “rabo” está ligado ao sistema nervoso da criança. A equipe médica do hospital estuda um modo de fazer a remoção da rara deformação de Nuo Nuo.

Beb%C3%AA-com-penis-nas-costas-procura-ajuda-m%C3%A9dica-1
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21275
voltapanda
voltapanda
Escrito em 20/11/2014 às 11:58:45  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 

ATENÇÃO HOMENS! CÂNCER DE PÊNIS



Enviar por e-mail



penile-psO que é:

Câncer de pênis pode causar lesões de difícil cicatrização na região da base da glande. Este tipo de câncer doença ocorre principalmente em homens adultos mas em alguns casos jovens também podem ter a doença.

O câncer de pênis pode se espalhar pelo interior do órgão e atingir os linfonodos da virilha e abdome, caracterizando-se metástase.

O câncer de pênis escamoso apresenta lesões com células que descamam e é o tipo de mais comum de câncer gênital masculino. Outro tipo de câncer é o câncer de pênis é o verrucoso em que aparecem verrugas no pênis, mas neste caso é menos agressivo e tem crescimento lento e menor chance de metástase sendo mais comum aparecer antes dos 50 anos.


Sintomas do câncer de pênis

Os sintomas do câncer de pênis podem ser:
C%C3%A2ncer-de-penis

· Aparecimento de ferida avermelhada que não cicatriza, que pode sangrar ou um pequeno nódulo no corpo do pênis, na glande, ou no prepúcio.
· Aparecimento de manchas esbranquiçadas ou perda de coloração natural na glande;
· Presença de esmegma com cheiro forte;
· Ínguas na virilha;
· Crescimento de verrugas no caso do câncer de pênis verrucoso.
· No início do câncer de pênis geralmente a ferida da glande não causa dor, diferente de algumas doenças sexualmente transmissíveis como a herpes, sífilis e a gonorreia.
· O câncer de pênis não possui uma causa definida, porém seu aparecimento está relacionado a alguns fatores que podem contribuir para o seu aparecimento. Alguns desses fatores incluem:
· Higiene local precária;
· Acúmulo secreção branca que resulta da descamação da pele do local (esmegma);
· Fimose que é o estreitamento da pele que cobre a glande;
· Infecção pelo HPV - Papilomavírus humano.
A boa higiene local, lavando com água e sabão, e o uso de preservativo são fundamentais para prevenir o aparecimento do câncer de pênis.


Diagnóstico do câncer de pênis

O diagnóstico do câncer de pênis é feito com a observação dos sintomas e exame físico, e pode ser confirmado com biópsia solicitado pelo médico urologista que indicará a melhor forma de tratamento.

A chance de cura do câncer de pênis é maior quando o diagnóstico é feito no início da doença.


Tratamento para Câncer de pênis

O tratamento para câncer de pênis é feito de acordo com a evolução do tumor e as opções de tratamento mais utilizadas podem ser:
· Crioterapia;
· Creme a base de 5-fluotouracil;
· Laser;
· Quimioterapia;
· Radioterapia;
· Braquiterapia;
· Cirurgia para retirada da lesão;
· Cirurgia de retirada de linfonodos;
· Cirurgia de amputação parcial ou total do pênis.
Nos casos mais graves da doença a emasculação que consiste na retirada de todo o órgão sexual e testículos pode ser indicada.

O médico urologista deve ser o médico indicado para fazer o diagnóstico, observar o estadiamento e orientar o tratamento adequado.
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°21276
yoko999
yoko999
Escrito em 20/11/2014 às 12:04:00  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Tem também o priapismo.


Priapismo é uma condição médica geralmente dolorosa e potencialmente danosa na qual o pênis ereto não retorna ao seu estado flácido, apesar da ausência de estimulação física e psicológica. A ereção dura em média 4 horas, e pode levar à impotência sexual definitiva.
O priapismo é uma emergência médica e o recomendado é procurar atendimento de emergência prontamente.
O nome vem do deus Priapo da mitologia grega, que tinha um pênis exageradamente grande e que permanecia sempre ereto.


640px-Pompeya_er%C3%B3tica6
http://pt.wikipedia.org/wiki/P​riapismo
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
(Publicidade)
n°21277
vallldo
vallldo
Escrito em 20/11/2014 às 12:09:27  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Existe uma doença também chamada difalia que poucas pessoas conhecem, que é rara, mas existe.



A Difalia ou Duplicação Peniana é uma condição em que o homem nasce com dois pênis. Nestes casos, apenas um ou ambos membros podem ser totalmente funcionais. É uma condição rara com apenas mil casos registrados. Nos EUA, um em cada 5,5 milhões de homens tem dois pênis. O primeiro caso de Difalia publicado foi o de Johannes Jacob Wecker em 1609.
Acredita-se que a anormalidade ocorra no feto entre o 23º e o 25º dia de gestação.
A difalia é geralmente acompanhada por outras anomalias congênitas. É comum que o paciente apresente algum problema renal, vertebral, no intestino grosso ou anorretal. Há também o risco de espinha bífida.
Os recém-nascidos com duplicação peniana - e suas condições relacionadas- têm uma maior taxa de morte devido as várias infecções associadas ao seu sistema renal e colorretal.Fonte: Anatomia Rara








1493199_587849844641067_342642796_n





A Difalia ou Duplicação Peniana é uma condição em que o homem nasce com dois pênis. Nestes casos, apenas um ou ambos membros podem ser totalmente funcionais. É uma condição rara com apenas mil casos registrados. Nos EUA, um em cada 5,5 milhões de homens tem dois pênis. O primeiro caso de Difalia publicado foi o de Johannes Jacob Wecker em 1609.
Acredita-se que a anormalidade ocorra no feto entre o 23º e o 25º dia de gestação.
A difalia é geralmente acompanhada por outras anomalias congênitas. É comum que o paciente apresente algum problema renal, vertebral, no intestino grosso ou anorretal. Há também o risco de espinha bífida.
Os recém-nascidos com duplicação peniana - e suas condições relacionadas- têm uma maior taxa de morte devido as várias infecções associadas ao seu sistema renal e colorretal.
difalia-shkrim-albstroka-lorena-stroka1
images?q=tbn:ANd9GcS6BNhh4LiFzFdRfr8s_IYNOHcYsTms_7PJp9q5hOuxmocLnuE68A3AN
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
n°54718
frolkinje
frolkinje
Escrito em 11/04/2017 às 03:14:24  answer
Avisar os moderadores em caso de abuso
 
Neprinol, o remédio para corrigir pênis torto - http://shуtobuу.cоm.br
Essa resposta foi útil Essa resposta me deixou mais aliviado
 Página :
1

Ir para:
Inserir nova resposta
  FÓRUM Doutissima

|-  Saúde

||-  Urologia

|||-  Doenças no pênis - Deformações penianas
 

Tópicos relacionados
Maconha para tratar glaucoma e outras doençasFEBRE REUMÁTICA - uma das doenças que são causadas por bactérias de...
Manchas escuras na cabeça do penisComo evitar doenças na terceira idade?
Qual o segredo para evitar doenças cardíacas?Caminhada na terceira idade pode prevenir doenças?
Como posso prevenir doenças cardíacas??Em que idade o pênis começa a crescer?
Quais são as doenças relacionadas com a tensão arterial??Qual a melhor forma de higienizar as mãos para evitar doenças?
Plus de sujets relatifs à : Doenças no pênis - Deformações penianas

Os 5 tópicos de discussões anteriores Número de respostas Última mensagem
Tratamentos urologia! 8 19/11/2014 às 00:34:33
o que é urologia? 8 19/11/2014 às 00:23:15
Manchas escuras na cabeça do penis 16 11/04/2017 às 03:23:30
Qual o tratamento para nefrite? 10 06/11/2014 às 13:14:33
Quais são os sintomas da nefrite? 8 06/11/2014 às 11:37:30